terça-feira, 22 de agosto de 2017

Michal Miskiewicz assina pelo CD Feirense

Michal Miskiewicz foi anunciado como reforço do CD Feirense nesta segunda-feira.

Formado no Kmita Zabierzów e no AC Milan – que o cedeu a Chievo Verona, Crociati Noceto e FC Südtirol -, o guarda-redes de 28 anos e internacional pela seleção da Polónia rubricou um contrato válido até junho de 2018 com os Fogaceiros, tendo a opção por mais uma temporada.

Desde 2012 no Wisla Cracow, Michal Miskiewicz conta com uma paragem na carreira entre julho de 2014 e janeiro de 2015.

in: MundoDosGuardaRedes.pt

Penálti resolve nos descontos

Videoárbitro confirmou decisão polémica

Flávio Ramos, central do Feirense, antecipa-se ao avançado Bruno Moreira

O Paços de Ferreira colocou-se cedo em vantagem, com um golo de Welthon, mas o Feirense daria a volta ao marcador, garantindo o primeiro triunfo no campeonato

O Feirense estreou-se a vencer nesta edição da I Liga contra o Paços de Ferreira, num jogo que ficou marcado pela polémica decisão de Carlos Xistra, que depois de recorrer ao videoárbitro assinalou um penálti contra os pacenses, já nos descontos. O lance da discórdia surgiu quando Luís Machado picou a bola sobre Marco Baixinho, dentro da área, e a bola bateu no braço do central pacense. Carlos Xistra apontou para a marca dos 11 metros, mas em seguida recorreu ao videoárbitro para analisar o lance. Depois de ver as imagens, Xistra confirmou a grande penalidade que Tiago Silva converteria, consumando a reviravolta.

O desespero final dos pacenses contrastava com a boa disposição vivida nos momentos iniciais do jogo, quando Welthon, aos 14’, recebeu um lançamento da linha lateral e aproveitou a desorganização da defesa feirense para abrir o marcador. Nesta altura, a equipa de Vasco Seabra criava mais perigo e esteve inclusive perto do segundo golo, até que o lateral-esquerdo Filipe Ferreira saiu lesionado (31’ ). No minuto seguinte, Etebo marcou, aproveitando uma incursão de Jean Sony, que viu na entrada a frio de Miguel Vieira uma vantagem para ganhar a linha e cruzar para a cabeçada fulgurante do nigeriano. O jogo estava agradável, com oportunidades para as duas equipas, até que a iluminação do estádio começou a falhar no final da primeira parte. No segundo tempo também houve alguns apagões, mas os atletas de Nuno Manta nunca se incomodaram com isso, tanto assim foi que Tiago Silva (49’) e Etebo (80’) atiraram a bola aos ferros, naquelas que foram as melhores ocasiões para mexer com o marcador. Do outro lado, Caio ia negando golos aos pacenses, com algumas saídas no jogo aéreo e uma magnífica defesa, a remate de Marco Baixinho (74’). Quando já poucos acreditariam que o 1-1 fosse desfeito, apareceu a luz, nas botas de Tiago Silva, no tal penálti polémico.

“Queríamos nove pontos, mas temos cinco; é excelente. Fizemos um grande jogo. Não comento arbitragens”
Nuno Manta
Treinador do Feirense

“É uma vergonha! Os jogadores têm de cortar os braços? E o pior é que o árbitro reviu o lance. É fácil bater nos pequenos”
Vasco Seabra
Treinador do Paços de Ferreira

Ameaçou muito antes de ser herói

Ninguém esperaria um final tão polémico e emotivo, com um penálti assinalado nos descontos e a consequente carga psicológica que isso acarreta, mas Tiago Silva manteve-se sereno e descobriu a melhor forma de enganar Mário Felgueiras, dando o primeiro triunfo no campeonato ao Feirense. Aos 49’, já tinha tirado as medidas à baliza do Paços de Ferreira, num livre frontal, só que calibrou tanto a mira que a bola bateu no poste, antes de sair pela linha de fundo. Além do perigo nas bolas paradas, o médio-ofensivo demonstrou sempre uma grande entrega às tarefas defensivas e um grande critério na construção de jogo.

in: jornal O JOGO
ANDRÉ BASTOS

domingo, 20 de agosto de 2017

Nuno Manta: "É muito importante não perder"

Nuno Manta quer ganhar, mas «é muito importante não perder»

Treinador do Feirense diz que se conquistar um ponto, o rival não ganha dois

Nuno Manta, treinador do Feirense, admite que um ponto pode não ser mau na receção ao Paços de Ferreira.

«É muito importante não perder, mas ainda é mais importante ganhar. Temos trabalhado para conseguir as vitórias. A cultura do Feirense passa sempre por ganhar. Não conseguindo ganhar, empatamos, o que é menos mau, como costumamos dizer. Somamos um ponto e o adversário não ganha dois», afirmou, em conferência de imprensa, citado pela Lusa.

Elogiando o Paços de Ferreira, uma equipa que «gosta de ter bola» e «jogar à largura», sem descurar as «transições rápidas», Nuno Manta promete um Feirense apto para tudo. «Trabalhamos para os jogadores estarem preparados para várias situações, e poderem tomar a melhor decisão», revelou.

O treinador do Feirense admite, no entanto, que a sua equipa ainda tem muito para crescer: «É uma fase muito inicial. Há jogadores novos, temos que lhes dar tempo de adaptação. Nos dois primeiros jogos, deu para ver alguns processos bons, já mecanizados, mas noutros temos que melhorar, se queremos ser mais competitivos. É um processo de evolução. Queremos ser sempre melhores.»

in: MaisFutebol

Um Brasileirão na Europa

Com 132 brasileiros, Campeonato Português bate recorde e vira um Brasileirão na Europa

Depois do Brasil, nenhum país tem tantos jogadores brasileiros quanto Portugal. A Liga NOS, como também é conhecida a primeira divisão do Campeonato Português, contará neste ano com a incrível marca de 132 jogadores do país pentacampeão mundial – todos os 18 times têm brasileiros. Alguns, como o Portimonense, contam com menos portugueses (7) do que brasileiros (12).

A lista de brasucas a serviço dos lusitanos reúne alguns famosos, como o goleiro Júlio César e o atacante Jonas, do Benfica; o zagueiro Felipe, do Porto; e o meia Bruno César, do Sporting. Há também boas promessas, como Tiquinho Soares (atacante do Porto que teve sondagem de 15 milhões de euros da Lazio) e Matheus (goleiro que é irmão do palmeirense Moisés e defende o Braga).

Além de muitas apostas, como Luís Henrique (ex-atacante do Botafogo e hoje no Feirense) e Lucas Evangelista (meia revelado no São Paulo e atualmente no Estoril).

Entre os 132 brasileiros, que seriam capazes de formar 12 times inteiros, há também figuras conhecidas e não muito saudosas, como o ex-zagueiro flamenguista César Martins, do Vitória de Setúbal, o goleiro Muriel, que trocou o Inter pelo Belenenses, e o ex-são-paulino Xandão, que defende o Aves.

Muitas das histórias dos atletas que tentam a sorte por lá se assemelham a de Rafael Costa, volante do Moreirense, rival do Porto neste domingo. Paulista de Araras, ele já passou inúmeras dificuldades no mundo da bola. “Fiquei três meses sem receber no Bragantino bem na época da gravidez da minha esposa. Também passei aperto no Guarani. Agora, o objetivo é jogar bem aqui para não ter mais de voltar ao Brasil”, explica.

Rafael está emprestado pelo Red Bull até junho do ano que vem. A cessão foi gratuita e o Moreirense terá de pagar R$ 550 mil para ficar com 50% dos direitos econômicos do volante, caso queira comprá-lo. “O salário no Moreirense é parecido ao de um time de Série B ou C no Brasil, mas o custo de vida aqui é muito menor e as coisas funcionam em todos os sentidos”, explica.

OS BRASILEIROS NA ELITE DO CAMPEONATO PORTUGUÊS:
Portimonense: 12
Leonardo (A), Lucas Possignolo (D), Jadson (D), Felipe Macedo (D), Inácio (D), Marcel (M), Paulinho (M), Ewerton (M), Dener (M), Bruno Tabata (A), Wellington (A) e Fabrício (A)

Estoril: 12
Abner (D), Thiago Cardoso (D), Wesley Dias (M), Eduardo (M), João Gurgel (M), Lucas Evangelista (M), Carlinhos (A), Matheus Índio (A), Tocantins (A), Kléber (A), Allano (A) e Iacovelli (A)

Chaves: 11
Anderson Conceição (D), Victor Massaia (D), Rafael Furlan (D), Jefferson (M), Tiago Galvão (M), Foguinho (M), Perdigão (A), Willian (A), Davidson (A), Matheus Pereira (A) e Platiny (A)

Aves: 11
Adriano Facchini (G), Rodrigo Soares (D), Xandão (D), Rodrigo Defendi (D), Diego Galo (D), Washington (M), Valdeir (M), Claudio Falcão (M), Nildo (A), Derley (A) e Amilton (A)

Braga: 10
Matheus (G), Raul Silva (D), Bruno Viana (D), Marcelo Goiano (D), Jefferson (D), Rafael Assis (M), Fransérgio (M), Mauro (M), Danilo (M) e Dyego Souza (A)

Marítimo: 10
Rafael Broetto (G), Charles (G), Bebeto (D), Pablo (D), Fabrício Baiano (M), Ibson (A), Rodrigo Pinho (A), Jean Cléber (M), Éber Bessa (A) e Everton (A)

Rio Ave: 8
Cássio (G), Lionn (D), Bruno Teles (D), Marcelo (D), Marcão (D), Leandrinho (M), Ronan (A) e Gabrielzinho (A)

Moreirense: 8
Jhonatan (G), Victor Braga (G), Iago Santos (D), Bruno Silva (D), Rafael Costa (M), Bruno Ramires (M), Alan Schons (M) e Neto (M)

Vitória de Guimarães: 7
Douglas (G), Pedro Henrique (D), Jubal (D), Suéliton (D), Rafael Miranda (D), Raphinha (M) e Rafael Martins (A)

Paços Ferreira: 7
Rafael Defendi (G), Bruno Santos (D), Mateus (M), Gian Martins (M), Welthon (A), Diego Medeiros (A) e Luiz Phellype (A)

Vitória de Setúbal: 6
Luís Felipe (D), Patrick (LD), César Martins (D), Nenê Bonilha (M), Willyan (M) e Allef (M)

Feirense: 6
Caio (G), Bruno Nascimento (D), Flávio (D), Luís Henrique (A), Gustavo Ermel (A) e Edson (A)

Benfica: 5
Julio César (G), Luisão (D), Jardel (D), Filipe Augusto (M) e Jonas (A)

Porto: 5
Vaná (G), Felipe (D), Alex Telles (D), Otávio (M) e Tiquinho Soares (A)

Belenenses: 4
Muriel (G), Cleyton (D), Maurides (A) e Roni (A)

Boavista: 4
Assis (G), Vágner (G), Raphael (D) e Róbson (D)

Tondela: 4
Rafael Amorim (D), Wágner (A), Murilo (A) e Heliardo (A)

Sporting: 2
Bruno César (M) e Mattheus Oliveira (M)

in: YAHOO Esportes

Luís Machado faz teste decisivo

Extremo reintegrou treino após lesão e deverá ser convocado; treino de hoje será conclusivo

Apenas Edson Farias, que terá de cumprir o terceiro e último desafio de suspensão, referente à época passada, não entra nos planos do treinador Nuno Manta para a recepção ao P. Ferreira, amanhã.

Luís Machado seguiu os passos de Kiki, integrado esta semana depois de lesão, e também já se treinou, sem limitações, ontem, sendo provável que figure na lista de convocados para a 3ª jornada.

De qualquer forma, por precaução, só hoje (último treino antes do embate com os castores) é que haverá maiores certezas em relação à utilização do extremo, que pode atuar tanto sobre os dois flancos e que não tem ainda quaisquer minutos de competição até ao momento. Na temporada anterior, recorde-se, realizou 28 jogos (quase 1.900 minutos de utilização) e foi autor de dois golos na Liga.

Os fogaceiros vêm de dois empates - 1-1, com o Tondela, em casa, na 1ª jornada, e 0-0, com o Moreirense, fora, na segunda ronda - pelo que procuram o primeiro triunfo nesta época. O adversário traz boas memorias a Nuno Manta, pois foi frente ao Paços de Ferreira que se estreou, na última época, à jornada 15, com uma importante vitória por 2-0.

in: jornal  A BOLA
Nuno Pedro Fernandes

Uma equipa a pedir goleador

Bruno Nascimento deverá manter a titularidade frente ao Paços
O Feirense volta a Santa Maria da Feira após o empate a um golo com o Tondela e o nulo registado em Moreira de Cónegos. Nuno Manta mudou apenas um central de uma jornada para a outra, mas amanhã poderá mexer no ataque. Etebo tem sido aposta como ponta de-lança, mas, até por o jogo ser em casa, o nigeriano pode descair para a esquerda, fazendo entrar José Valencia. O caudal ofensivo da equipa está a pedir um goleador e este até bisou a meio da semana.

in: jornal RECORD
R.V.

Manta volta às origens

O Paços de Ferreira foi o primeiro adversário que o treinador enfrentou. O desfecho positivo pode servir de estímulo amanhã
O adversário de amanhã é de boas memórias para o Feirense e para Nuno Manta. Foi contra o Paços de Ferreira que o treinador da equipa de Santa Maria da Feira se estreou como técnico principal na I Liga – substituiu José Mota no dia 22 de dezembro de 2016 –, tendo derrotado os castores graças a dois penáltis, o primeiro de Fabinho e o segundo de Platiny. Esse desfecho positivo pode servir de estímulo amanhã, num jogo a disputar novamente no Estádio Marcolino de Castro e para o qual Edson Farias (castigado) e Luís Machado (condicionado) são as baixas. Na segunda volta de 2016/17, o Feirense voltou a vencer o Paços de Ferreira, tendo Ícaro apontado o único golo da partida. Curiosamente, os três jogadores que marcaram aos pacenses já não fazem parte do plantel de Nuno Manta.

in: jornal O JOGO
ANDRÉ BASTOS

sábado, 19 de agosto de 2017

Crivellaro aprova Michal

Michal Miskiewicz (na foto), guarda-redes de 28 anos que está na lista de alvos do Feirense, foi colega de Crivellaro, ex-Arouca, no Wisla, em 2015/16, e o brasileiro traçou a  O JOGO um retrato do polaco. "Dá segurança e tem uma grande estampa física. No inicio não era titular, mas a partir de Fevereiro jogou sempre e não comprometeu. Vai acrescentar experiência", disse.

in: jornal  O JOGO