domingo, 23 de fevereiro de 2014

U. Madeira-Feirense, 0-2: Eficácia ditou leis

O Feirense venceu o União da Madeira por 2-0, com dois golos obtidos na primeira parte do jogo da 31.ª jornada da II Liga portuguesa, disputado no estádio do Centro Desportivo da Madeira, na Ribeira Brava.
Num jogo em que prevaleceu a eficácia, foram os visitantes os primeiros a criar perigo, logo nos primeiros segundos, num remate de Fábio Carvalho que saiu junto à barra. A resposta não tardou e aos cinco minutos Miguel Fidalgo rematou, levando a bola a desviar num defesa e a acabar nas malhas laterais. Na sequência do canto, uma atrapalhação de Márcio Paiva gerou um lance confuso, que não foi aproveitado pela formação madeirense.

O União da Madeira, que estreava o estádio do Centro Desportivo da Madeira, na condição de anfitrião, nunca se conseguiu impor, perante um Feirense muito organizado e perigoso nos seus desdobramentos ofensivos. Com um relvado em mau estado e, por vezes, com vento forte foram os visitantes que se adiantaram no marcador, à passagem dos 26 minutos, na sequência de um canto, num cabeceamento fulgurante do central Ícaro.

O União da Madeira não conseguiu reagir e tudo piorou a partir dos 30 minutos, quando Cosme Machado assinalou uma grande penalidade a punir falta de Zarabi sobre Diogo Bittencourt. Na conversão, Jorge Gonçalves ampliou a vantagem do Feirense. Na segunda metade, esperava-se uma reação da formação insular, mas foram os visitantes, com mais tranquilidade, que geriram os acontecimentos. Rui Mâncio arriscou, retirando o médio mais defensivo Toni e lançando o extremo Santiago Silva. No entanto, a reação madeirense ficou mais complicada, com a expulsão de Zarabi.

O Feirense sentiu que tinha tudo a seu favor e passou a dominar o jogo, perante a incapacidade do União da Madeira. Já em período de compensações, o Feirense poderia ter marcado novamente, mas Valdinho não conseguiu superar a oposição de Pedro Trigueira. Rui Mâncio continua sem pontuar no comando técnico do União da Madeira, somando a sua terceira derrota consecutiva, com um saldo de seis golos sofridos e nenhum marcado.

Com esta vitória, o Feirense alcançou o conjunto madeirense na classificação, somando ambos agora 38 pontos.

Jogo no Estádio do Centro Desportivo da Madeira, na Ribeira Brava

U. Madeira-Feirense, 0-2

Marcador: 0-1, Ícaro, 26'. 0-2, Jorge Gonçalves, 31' (grande penalidade)

- U. Madeira: Pedro Trigueira, Carlos Manuel, Zarabi, Ginho, Gil Barros (Calico, 59'), Toni (Santiago Silva, 53'), Rúben Andrade, Micael Babo, Adilson, Miguel Fidalgo e Arthuro

Suplentes: José Manuel, Calico, Hugo Morais, Tiago Costa, Ferran Tacon, Roberto e Santiago Silva

Treinador: Rui Mâncio

- Feirense: Márcio Paiva, Barge, Ícaro, Tónel, Diogo Bittencourt, Cris (José Pedro, 64') Fábio Carvalho (Sténio Santos, 46'), Tiago Miguel, Ricardo Valente (Valdinho, 77'), Jorge Gonçalves e Rafael Porcellis

Suplentes: Marco Rocha, Agostinho Carvalho, Sténio Santos, Ricardo Barros, José Pedro, Hélder Rodrigues e Valdinho

Treinador: Pedro Miguel

Árbitro: Cosme Machado (Braga)

Ação disciplinar: Cartão amarelo para Zarabi (30' e 60'), Cris (35'), Micael Babo (37') e Carlos Manuel (70'). Cartão vermelho por acumulação de amarelos para Zarabi (60')

in: Record online

Sem comentários:

DESTAQUES

CICLISMO | A equipa do Vito-Feirense – BlackJack