domingo, 9 de março de 2014

Feirense empata com Moreirense (0-0)

EMPATE SOUBE A POUCO
Feirense realizou excelente exibição diante do Moreirense e merecia um pouco mais
foto: MoreirenseFC.pt

O Feirense foi hoje empatar a zero no terreno do Moreirense, atual segundo classificado, em jogo referente à 33ª jornada da Liga 2 Cabovisão. A equipa de Pedro Miguel soma agora 40 pontos e mantem o 15º lugar na tabela. Em relação ao jogo anterior, em que o Feirense empatou em casa com o Chaves (1-1), o técnico fogaceiro procedeu a duas alterações. Na baliza, Marco Rocha substituiu o lesionado Paiva e Hélder Rodrigues começou de inicio relegando Jorge Gonçalves, regressado de lesão, para o banco de suplentes.

O Feirense entrou bem no jogo, com as linhas recuadas, não permitindo qualquer aproximação do seu adversário à sua área nos minutos iniciais. A equipa de Pedro Miguel ia praticando um futebol apoiado, jogado de pé para pé, controlava todas as manobras ofensivas do adversário e, sempre que podia, saia em contra-ataque criando alguns problemas ao sector mais recuado do Moreirense que revelava dificuldades para travar os avançados fogaceiros. Aos 21 minutos Diogo Bittencourt rematou à barra da baliza de Marafona, naquela que foi a melhor oportunidade de golo durante a primeira parte. Aos 35 minutos Hélder Rodrigues ganhou alguns metros pela esquerda, faz um cruzamento para a área e Ricardo Nascimento desviou a bola com o braço, mas o juiz da partida, bem posicionado, entendeu que o lance não foi intencional e nada assinalou, apesar dos muitos protestos dos jogadores do Feirense.

A segunda parte começou com uma grande oportunidade de golo para os azuis. Valdinho correu pela esquerda e rematou cruzado mas a bola bateu em cheio no poste da baliza à guarda de Marafona. O Feirense continuava muito bem organizado, com o meio-campo a reduzir os espaços de manobra ao adversário, forçando a equipa do Moreirense a cometer alguns erros. Aos 55 minutos, o irreverente Hélder Rodrigues faz um cruzamento bem medido para o interior da área, mas Anilton desviou para canto no momento em que Porcellis aparecia para concluir o lance e, dez minutos depois, o mesmo Porcellis viu o seu remate ser desviado pela muralha defensiva dos locais. Aos 74', Ícaro aproveitou um mau alívio de Ricardo Nascimento e rematou forte mas sobre a barra. O Feirense estava por cima no jogo, enquanto o Moreirense mostrava cada vez menos argumentos para contrariar o excelente futebol praticado pela equipa de Pedro Miguel. A exceção foi o remate em jeito de Wagner, aos 83 minutos, que saiu muito perto da barra da baliza de Marco Rocha. Até final, os azuis, de forma inteligente, fecharam todos os caminhos para a sua área e mantiveram o nulo com que terminou o encontro.

Conferência de imprensa

"Defrontamos uma boa equipa, com bons jogadores, mas nós fizemos um belíssimo jogo em que tivemos as melhores oportunidades de golo. A haver um vencedor teria de ser o Feirense".
Pedro Miguel, treinador do Feirense

"Este não era o resultado que queríamos. O Feirense apresentou-se muito organizado e foi sempre perigoso no contra-ataque, fez pela vida e mereceu este resultado. Não fizemos um jogo de grande qualidade".
Vítor Oliveira, treinador do Moreirense

Liga 2 Cabovisão
33ª Jornada
Domingo, 9 | 16 horas
Estádio Comendador Joaquim de Almeida Freitas

Moreirense 0 – Feirense 0

Moreirense: Marafona, Paulinho, Anilton, Ricardo Nascimento, Elízio, Filipe Melo, André Simões, Luís Aurélio (Mendy, 59'), Wagner, Diogo Cunha (Arsénio, 69') e Pires (Rui Miguel, 40')
Suplentes: Ricardo Silva, Stéphane Madeira, Idris, Rui Miguel, Márcio Madeira, Arsénio e Mendy
Treinador: Vítor Oliveira

Feirense: Marco Rocha, Barge, Ícaro, Tonel, Diogo Bittencourt, Cris, Tiago Jogo, Fábio (Sténio, 68') Carvalho (Valdinho, 88'), Hélder Rodrigues (Jorge Gonçalves, 65') e Porcellis
Suplentes: Nuno, Carvalho, Sténio, Rúben, Zé Pedro, Ricardo Barros e Jorge Gonçalves
Treinador: Pedro Miguel

Árbitro: Hugo Pacheco
Assistentes: Cristóvão Moniz e João Silva

Ação disciplinar: Cris (14'), Hélder Rodrigues (36'), Barge (58'), Mendy (66' e 91'), Sténio (70') e Ícaro (91')
Cartão vermelho, por acumulação, para Mendy (91')


Sem comentários:

DESTAQUES

CICLISMO | A equipa do Vito-Feirense – BlackJack