segunda-feira, 14 de abril de 2014

Futsal | Feirense só sabe subir de divisão mas ainda tem um sonho por cumprir

Presidente, Vítor Pais, que vai passar a pasta no final da época, diz que o título da 3.ª Divisão “seria a cereja no topo do bolo”. Sonho de subir à 1.ª Divisão é possível de concretizar.

Três épocas, três subidas para o Feirense. Um trajecto sempre em ascensão, marcado um recorde de imbatibilidade que durou mais de um ano e pelas conquistas da Taça e Supertaça de Aveiro. “A juntar a estes feitos, ainda podemos alcançar o título de campeão nacional da 3.ª Divisão, o que seria a cereja no topo do bolo”, diz o presidente da secção, Vítor Pais, que faz “um balanço positivo” dos últimos dois anos em que assumiu a presidência da secção.

“Em tom de brincadeira, costumo dizer que estes dois anos me fizeram envelhecer 10 anos, mas quem corre por gosto não cansa e o Feirense foi, e sempre será, uma paixão” – acrescenta o dirigente, que fala numa “conjuntura de forma alguma favorável aos projectos desportivos” e de “dificuldades orçamentais fruto de algumas promessas que falharam e das quais não estávamos à espera, mas nada de muito grave e que não seja contornável com mais algum trabalho extra”.

O próprio treinador da equipa, Joaquim Augusto, louva o trabalho do presidente da secção e fala num futuro com “pessoas capazes de ter sensibilidade para o futsal, que percebam de futsal e que não estejam apenas interessadas nas fotografias dos jornais ou nas entrevistas nas rádios”. O técnico alicerça o futuro do clube nas camadas jovens, “porque é aí que vão nascer os novos jogadores e é esse o caminho para haver sustentabilidade nos seniores”.

Chegado à 2.ª Divisão Nacional, o Feirense olha para cima com ambição. “Subir à 1.ª Divisão é um sonho perfeitamente possível. Não digo que seja já na próxima época, até porque uma ascensão tão meteórica podia vir a causar graves problemas na sustentabilidade do projecto, mas acredito que, em dois ou três anos, esse é um sonho que pode acontecer. Logicamente que, para isso ser possível, todos os feirenses têm que acreditar e ajudar a secção” – explica Vítor Pais, que está de saída da presidência da secção: “Quero focar-me a 100% na minha vida pessoal e profissional. Não vou deixar de ajudar a secção e vou tentar fazer a “passagem de testemunho” da melhor forma. Saio da presidência da secção com a certeza do dever cumprido e com uma esperança enorme que o projecto continue até atingir o tal sonho que já falamos…”.



Plantel: Dani, Nuno Couto, Daniel (guarda-redes), Mino (fixo/ala), Calão (pivot), Banana (ala), Fuka (fixo/ala), Kaká (ala), Teixeira (pivot), Russo (ala/fixo), Cenoura (ala), Ivo (ala), Claudinei (pivot), Michael (pivot)

Equipa técnica: Joaquim Augusto, Nuno Almeida (adjunto), Rui Amorim (treinador de guarda-redes), Paulo ?? (preparador físico), José Luís (massagista)

Presidente: Vítor Pais

Director Desportivo: Sérgio Oliveira

Directores: Hugo Machado, Luís Maia, Joaquim Resende, César Silva

in: jornal Correio da Feira

Sem comentários: