sexta-feira, 20 de junho de 2014

Fabinho: «É óbvia a comparação que fazem com Rafa»

Fábio Carvalho, conhecido como Fabinho, é a nova pérola do clube da Feira. Um ano depois de Rafa ter saído para Braga, após a estreia como sénior no Feirense, surge um caso idêntico. Fabinho, médio-ofensivo que fez toda a formação no clube, vestiu a camisola dos fogaceiros pela primeira vez em Agosto do último ano e a partir daí afirmou-se como peça importante na equipa de Pedro Miguel. O jogador não garante a continuidade e, confrontado com o interesse de grandes clubes, nomeadamente do Sp. Braga, reage assim: “Não sei nada do meu futuro, se ficar no Feirense será bom.”

Um ano bastou para provar a sua qualidade, o mesmo tempo que Rafa precisou para se afirmar como um dos grandes talentos da sua idade, estatuto reforçado com a chamada para o Mundial’2014. Para Rafa não faltam elogios, e o médio diz mesmo que “não é só dentro do campo que é um exemplo para todos” e que seria bom “seguir as suas pisadas”. Fabinho está consciente de que as comparações com o internacional português são “óbvias” e salienta que, da mesma forma que ele “não estava à espera de uma explosão tão rápida”, Rafa também “não esperava este sucesso”. Ojogador salientou que a transição para o futebol sénior “não foi fácil” mas, “com a ajuda de todos”, conseguiu superar.

Toulon

“Orgulhoso” por ter vestido a camisola da Seleção, o médio, que se estreou frente à China, confessa que representar Portugal “foi um sonho de pequeno tornado realidade” e que esta chamada aos sub-20 nacionais lhe dá “mais motivação” para a próxima temporada, mas admite que também acrescenta “mais responsabilidade e mais ambição”.

«O meu ponto forte é o passe»

O camisola 20 do Feirense tem como principal ídolo Zidane e, mais recentemente, Iniesta, pela sua soberba capacidade de passe, característica que considera ser a sua maior qualidade. “Sou tranquilo a jogar, defino bem os lances e o meu ponto mais forte é o passe.” Fabinho relembrou também a sua estreia como sénior, num jogo da Taça da Liga, contra o Sp. Covilhã, e recordou as palavras que ouviu de Pedro Miguel antes de entrar em campo. “Disse para me divertir e para estar tranquilo, que a responsabilidade era toda dele”, revelou.

in: Record online

1 comentário:

Anónimo disse...

Grande Fabinho

DESTAQUES

CICLISMO | A equipa do Vito-Feirense – BlackJack