segunda-feira, 16 de junho de 2014

Infantis A sagram-se campeões após 10 anos de luta pelo título

Sob o comando de Manuel Teixeira, os jovens lutaram até ao fim debaixo da forte pressão dos adeptos

Os escalões de formação do CD Feirense terminaram a época com excelentes resultados.

Cumprindo todos os objectivos a que se propuseram, e após vários anos de luta pelos títulos, Benjamins A e Infantis A arrecadaram o título de Campeões, fazendo o clube regressar ao topo da tabela classificativa.

Uma época brilhante

Com um trabalho notório, que ditou uma época brilhante, os atletas das camadas jovens do CD Feirense há vários anos que ansiavam regressar ao topo da competição.

E, não diferente dos anos anteriores, este era, de facto, o principal objectivo da época, num tremendo esforço, quer por parte dos atletas, quer pela direcção, equipa técnica e todo o conjunto de voluntários que trabalham em prol da instituição.

A par de todo o grupo de trabalho, é também aos pais que cabe um papel fundamental, uma vez que se disponibilizam para acompanhar os jovens atletas, quer nos treinos, quer nos jogos dos mesmos. E, por isso, foi com grande emoção que pais, atletas e equipa de trabalho viveram o cair do pano naquela que foi a última jornada de ambos os campeonatos e onde, de forma oficial, Benjamins A e Infantis A se sagraram campeões.

“Estamos todos muito contentes” – refere Fernando Costa, o presidente do Clube Desportivo Feirense, para quem este é o reconhecimento do trabalho realizado ao longo desta época.

E por isso o clube promete fazer mais. E fazer mais significa melhorar as condições dos cerca de 300 atletas que vestem as camisolas azuis e brancas. “Temos que melhorar e é esse o nosso objectivo para que no futuro sejemos cada vez mais e melhores” confessa o mesmo responsável, que admite ser ambicioso.

Apesar da pressão contornaram os obstáculos

Há 20 anos ligado ao clube, foi sob os comandos de Manuel Teixeira que a equipa de Infantis A alcançou o título para o qual vinha a trabalhar há, sensivelmente, 10 anos.

“Houve muita pressão. Em cada jogo algumas pessoas vinham ter connosco a tentar saber se era este ano que iríamos alcançar o título e por isso estes miúdos sentiram a pressão e a responsabilidade” – admite o técnico.

E foi à penultima jornada que esta equipa de miúdos deu o seu melhor, num jogo frente ao Beira-Mar.

“Este foi o jogo mais perfeito que fizemos. Soubemos controlar a ansiedade, fomos superiores, fomos mais rápidos e soubemos sempre respeitar o adversário” – acrescentou o mister do escalão de infantis, o que refere ter tirado um peso de cima de si.

“Andei várias noites sem dormir. Antes dos jogos estava sempre muito ansioso e hoje sim posso respirar de alívio” – acrescenta o treinador feirense, para quem este será o primeiro e último ano a comandar esta equipa.

Sentindo-se um sortudo, o objectivo do técnico feirense sempre foi ganhar, numa ideia de vencer jogo após jogo, independentemente do campo. E foi nessa perspectiva que tentou conduzir este grupo de jovens, os quais já conhecia há alguns anos.

“Tive a sorte de pegar numa equipa que conhecia já há algum tempo. O meu irmão pegou neles há muitos anos e eu fui sempre acompanhando” – refere o responsável o concluindo que a par disso conseguiu três contratações, as quais foram fulcrais para o sucesso desta equipa.

Para o mister fogaceiro, a equipa funcionou bem e num colectivo, não se destacando nenhum elemento em particular. “Tivemos um grande colectivo e todos os 27 jogadores contribuiram para estes resultados” – remata.

E, apesar de muitas descrenças e das adversidades vividas, este grupo de pequenos craques soube dar a volta a tudo e a todos, conseguindo um feito que ninguém conseguiu ao longo da última década.


Do Feirense para o FC Porto

Nuno é o capitão da equipa e está de saída para o FC Porto. Desde os seis anos a jogar no Feirense, o atleta diz que já tem muitos títulos ao serviço dos azuis e brancos e por isso nesta época estava confiante com os resultados. A partida para o Porto é uma vitória e por isso não quer perder esta oportunidade, onde diz estar o seu futuro.

in: jornal Correio da Feira

Sem comentários:

DESTAQUES

CICLISMO | A equipa do Vito-Feirense – BlackJack