terça-feira, 7 de fevereiro de 2017

Feirense 2-1 Rio Ave | Declarações dos treinadores

Se houve um jogo com resultado combinado, não foi este»

Nuno Manta Santos, treinador do Feirense, em declarações na sala de imprensa, onde elogiou a qualidade do jogo que terminou com a vitória da sua equipa sobre o Rio Ave.

«Esta foi uma vitória e três pontos muito importantes para nós. O objetivo era pontuar: um ponto não era mau, três pontos é muito melhor. Não foi um jogo fácil, tivemos de ser muito solidários na segunda parte, e tivemos um compromisso muito grande com o jogo e pelo objetivo que tínhamos. Continuamos a não estar seguros, ainda temos muito trabalho pela frente e faltam muitos pontos, mas estamos a trabalhar diariamente para isso.»

[sobre a exibição da equipa na primeira parte]

«Eu bati palmas aos jogadores ao intervalo. Fizemos uma grande primeira parte. Sabíamos que na segunda parte ia ser difícil porque o Rio Ave ia entrar com tudo, este é um Rio Ave europeu que tem objetivos diferentes dos nossos. Na segunda parte tivemos mesmo um espírito feirense para levar estes três pontos.»

[sobre as apostas suspeitas relativas ao jogo]

«Eu não tinha conhecimento disso, tal como os jogadores, que não têm acesso ao telemóvel. Nós não sabíamos o que se estava a passar e eu fiquei um pouco surpeendido. Acho que é um caso em que não podemos difamar tanto o futebol português com este tipo de situações. Nós, clubes, assim como os jornalistas, passámos uma imagem que não é muito positiva para o nosso futebol. Temos de valorizar aquilo que é bom no nosso futebol, como foi o jogo hoje. E isso responde a isso: se houve um jogo com resultado combinado, não foi neste.»


Luís Castro: «Estivemos muito aquém na primeira parte»

Luís Castro, treinador do Rio Ave, em declarações na sala de imprensa no final da partida em que os vilacondenses saíram derrotados, na visita ao Feirense.

«Entrámos mal no jogo. A primeira parte foi toda do Feirense, na segunda melhorámos e fomos claramente superiores. Para o Rio Ave, houve dois jogos hoje: um fraco na primeira parte e um bom jogo da nossa parte na segunda. A diferença é que o Feirense foi muito eficaz na segunda parte e nós fomos muito pouco eficazes. Tivemos algumas abordagens perigosas à área do adversário, com o Gonçalo [Paciência], com Héldon, mas não conseguimos marcar.»

[sobre a aposta de Gonçalo Paciência e em Petrovic]

«Eu tinha dito que ia mexer muito pouco e foi o que fiz. Tentei reforçar um bocadinho. Apesar de termos tido jogo na quinta-feira, eu não sou adepto de muitas mexidas, quis mexer o mínimo possível, e isso representou trocar dois jogadores, para dar maior frescura à equipa. E ela respondeu bem na segunda parte, mas muito mal na primeira, em que estivemos muito aquém do que fizemos na segunda.»

in: MaisFutebol.iol.pt

Sem comentários:

DESTAQUES

CICLISMO | A equipa do Vito-Feirense – BlackJack