domingo, 26 de fevereiro de 2017

Nacional 0-0 Feirense | Destaques

foto: MaisFutebol

A Figura: Adriano Fachini

Duas defesas num só lance. Melhor era impossível. Foi o guardião alvinegro que manteve as esperanças alvinegras de permanecerem na Liga, ao defender exuberantemente dois remates no espaço de um segundo. O primeiro no chão, com a mão direita, e depois no ar, com a mão esquerda. Eram dois remates que levavam selo de golo e que só um grande guarda-redes poderia parar. Já na primeira parte, defendeu bem os remates de Karamanos e Etebo. Deveu-se muito a ele o pontinho para o magro pecúlio do Nacional na Liga e, tal como diz Jokanovic, depender de si próprio para se manter na divisão maior do futebol português.

Momento: Dupla defesa de Adriano (86’)

Este foi um jogo para os guarda-redes brilharem. Na primeira parte foi Vana, na segunda foi Adriano. O guarda-redes do Nacional evitou aquilo que podia ser o «golpe» final da permanência do Nacional na Liga. Duas defesas que fazem acreditar que não é pelo guarda-redes que o Nacional sofre, mas sim por ele que não perde.

Outros destaques:

Karamanos: Esteve muito pouco em jogo, mas foram dele os dois melhores remates do Feirense, e ambos podiam ter dado golo. Um jogador que arrancou muitas faltas a César e Tobias. Aos 86 minutos teve o golo da vitória no pé esquerdo, mas Adriano negou.

Vana: Foi a figura da primeira parte, principalmente quando defendeu superiormente dois remates de Ricardo Gomes e Sequeira, que levavam «selo» de golo. Ainda antes tinha sido obrigado a sair da sua área para impedir dois lances de perigo do mesmo Ricardo Gomes. Mostrou segurança e a ele se deveu o nulo ao intervalo.

Filipe Gonçalves: Dá outra qualidade ao meio campo, pois o seu posicionamento permitiu mais liberdade para Willyan e Washington, que muitas vezes foram segundos avançados. Ganhou muitos lances a Karamanos e Tiago Silva, facto que impediu o jogo ofensivo da equipa contrária. Raramente falhou um passe.

Washington: Muito mais ofensivo e muito mais interventivo na zona defensiva. Ganhou, é verdade, muitos lances no meio campo contrário, mas muitas vezes não tinha linha de passe, o que fez com que jogasse para trás com frequência. Foi importante para parar as investidas do Feirense, principalmente na segunda parte. Boa exibição de um jogador que não sabe jogar mal.

Sequeira: Foi capitão de equipa nesta partida. A primeira vez que foi lá à frente não saíram bem os cruzamentos, mas depois entrou no ritmo do jogo e teve muitos lances ofensivos. O melhor dos alvinegros em termos defensivos.

Outra vez o nevoeiro: Há muito que este fenómeno não aparecia por estas bandas. Faltou pouco para o jogo parar. Nos últimos 15 minutos não houve jogo. Os dois treinadores ocupavam quase a área técnica adversária para ver o jogo ofensivo da sua equipa. A pouca qualidade e emotividade do jogo também se deveu, em parte, ao «querido» nevoeiro.

in: MaisFutebol.iol.pt

Sem comentários: