quarta-feira, 8 de fevereiro de 2017

Rio Ave e Feirense criticam suspeitas

O Rio Ave e o Feirense estão revoltados com as suspeitas desencadeadas depois do Placard ter bloqueado nas apostas o jogo que disputaram, em Santa Maria da Feira, com o Feirense.

Luís Castro, treinador dos vilacondenses, foi o primeiro a mostrar o desagrado. “Dizer que se suspeita de resultados combinados é estar a pôr em causa o futebol, sem rigor, sem verdade e sem ética. É pôr em causa os profissionais que disputaram o jogo palmo a palmo”, disse Luís Castro, no final do encontro.

Ontem, o clube de Vila do Conde tomou uma posição oficial sobre o caso. “O Rio Ave considera que o esclarecimento [da Santa Casa] foi útil, mas tardio, já que, na nossa perspetiva, o mesmo deveria ter sido simultâneo à suspensão das apostas em causa, não permitindo alarmismos e esclarecendo a opinião pública e a Imprensa. O Rio Ave demarca-se deste e qualquer assunto que desvirtue ou ponha em causa a verdade desportiva”, pode ler-se no comunicado do emblema presidido por António Silva Campos.

Também em comunicado, o Feirense adianta que “é muito mais fácil alimentar uma polémica estéril e suspeição infundada. Sem averiguar quais as razões que determinaram o procedimento suspensivo (quiçá preventivo) adotado” pela Santa Casa.

in: Jornal de Notícias

Sem comentários: