quinta-feira, 23 de março de 2017

Etebo foi jóquer de Nuno Manta


O ala estreou-se como segundo avançado ante o Chaves mas não estranhou, pois é a “posição natural”



Antes de partir para a seleção nigeriana, que vai ter particulares com o Senegal e o Burquina Faso, Etebo deu uma entrevista a O JOGO onde abordou a campanha do Feirense, entre outros temas...

A reviravolta épica contra o Chaves (3-2), que acabou por quase selar a permanência do Feirense no convívio entre os grandes, em ano de centenário, ficou também marcada por uma mudança de sistema tático. Nuno Manta deixou o 4x3x3 para se apresentar pela primeira vez em 4x4x2 – um modelo alternativo que o treinador confessou ter trabalhado durante as últimas três semanas –, sendo que Etebo foi o elemento-surpresa.

O extremo largou as faixas para jogar no apoio ao ponta de lança Karamanos. “Joguei numa posição diferente, mas não estranhei e fiquei feliz, pois essa é a minha posição de origem; posso jogar nas alas, mas prefiro como segundo avançado”, explicou o nigeriano de 21 anos a O JOGO, antes de partir para a seleção, que vai ter dois particulares, o primeiro amanhã, contra o Senegal, e o segundo no domingo, diante do Burquina Faso. Voltando à receção ao Chaves, Etebo viveu também um momento especial, estreou-se a marcar na I Liga e logo ao fazer o golo da vitória, de cabeça. “Fiquei muito feliz por esse golo, mas o mais importante foi termos conseguido os três pontos frente a uma boa equipa como o Chaves, que começou a vencer dois a zero.”

Sobre o que resta do campeonato, o extremo disse que o objetivo do Feirense é “encarar todos os jogos de forma séria e arrecadar o maior número de pontos possível, sem se acomodar”.

Desafiado a tecer algumas palavras sobre Nuno Manta, Etebo disse que “é um motivador por excelência, que soube sempre tirar o melhor rendimento dos jogadores”. A fase mais difícil da época ocorreu em janeiro, mês em que o nigeriano sofreu uma lesão, “quando estava numa boa fase”.

“Posso jogar nas alas, mas prefiro como segundo avançado”


“Orgulho por ser jovem promessa”


Em dezembro, Etebo esteve nos cinco nomeados para melhor jovem promessa africana e revelou ter sentido “um enorme orgulho” por chegar a esse patamar. “Foi uma alegria estar nessa lista de melhores jovens africanos, pois conheço alguns jogadores tão bons ou melhores do que eu que ficaram fora desse grupo restrito. Vou continuar a trabalhar, sem nunca me acomodar”, contou o internacional nigeriano de 21 anos, que tem contrato com o Feirense até 2018 e diz-se “feliz” no clube, tendo acrescentado que o presidente da SAD, Kunle Soname, foi o responsável pela sua vinda para Portugal.


in: jornal O JOGO
ANDRÉ BASTOS

Sem comentários: