domingo, 5 de março de 2017

Feirense 0-1 Benfica | Tiago Silva foi um jovem empreendedor

foto: CD Feirense
A figura: TIAGO SILVA (6)
Muito comprometido com o jogo, assumindo papel primordial no desdobramento ofensivo do Feirense, iluminando o campo com boas ideias e fazendo várias vezes soar o alarme na linha defensiva do Benfica. Segundo avançado muitas vezes, mostrou conforto jogando perto de Karamanos mas também puxou de galões na construção, rasgando a defesa encarnada num passe que isolou Etebo. Foi um jogador completo, que fez o campo todo.

VANÁ (5)
Impôs-se com qualidade no primeiro duelo com Mitroglou e conseguiu deixar o grego a zero. Mas a ilusão de ser bom a jogar com os pés quase lhe pôs a cabeça a prémio num descuido com Salvio por perto.

BARGE (6)
Deu força ao ataque e ajudou a causar desequilíbrios. Mostrou garra quando anulou com o corpo um remate de Mitroglou.

FLÁVIO RAMOS (4)
Reclamou rótulo de implacável pela formas como tentou despachar o perigo. Por vezes precipitado assistiu Cervi num corte comprometedor.

LUÍS ROCHA (5)
Cedeu por lesão, quando investiu tudo numa recuperação. Em campo nunca se perturbou ou se intimidou.

VÍTOR BRUNO (5)
Crueldade grande, ficar ligado a uma derrota tangencial, ficando por terra num súbito desequilíbrio provocado por uma dança de Pizzi. Vendeu inconformismo até final.

LUÍS MACHADO (5)
Meteu velocidade no jogo, foi uma unidade acutilante mas também viveu uma noite de desperdicio, perdendo de forma incrível a chance de fazer o 1-0.

CRIS (5)
Ajudou muito na cobertura defensiva mas outras virtudes andaram escondidas.

BABANCO (6)
Solidário e combativo e muito competente a fechar linhas de passe ao adversário.

ETEBO (6)
Tentou ser o chefe orquestra com a bola, pausando o ritmo em prol da qualidade do passe. Deu fluidez ao jogo de equipa  mas na segunda parte perdeu fluidez e também deitou fora a chance na cara de Eederson.

KARAMANOS (6)
Muito voluntarioso e engenhoso a servir os companheiros, viu o empate ficar preso nos pés de Ederson.

ÍCARO (5)
Entrou para o lugar de Luís Rocha e rapidamente apanhou a forte corrente do do jogo, compensando fifia de Flávio na hora H num remate de Cervi.

EDSON FARIAS (4)
Alta velocidade mas escassa clarividência.

FABINHO (-)
Não teve rasgos.

in: jornal  A BOLA

Sem comentários:

DESTAQUES

CICLISMO | A equipa do Vito-Feirense – BlackJack