domingo, 2 de abril de 2017

Belenenses-Feirense, 1-2 | Mais uma remontada

Reviravolta à moda de Sta. Maria da Feira, agora em Lisboa

Estava tudo igual à entrada para esta jornada 27 do campeonato e, em certos aspetos até vai continuar, mas o Feirense venceu no Restelo e deixou o Belenenses para trás. Tinham ambos 32 pontos, mas agora a equipa de Santa Maria da Feira tem 35, depois de estar a perder e conseguir, pela segunda ronda consecutiva, fazer a reviravolta no marcador.
foto: MaisFutebol
1-2 num jogo de partes distintas e que deu o terceiro triunfo seguido à equipa de Nuno Manta Santos e a terceira derrota consecutiva à de Quim Machado, que voltou a não conseguir somar pontos em casa.

Não foi um grande jogo de futebol, mas no Restelo em dia de sol tudo parece mais bonito. A vista para o rio Tejo é fantástica e havendo jogo ao domingo à tarde, ir à bola é sempre um bom plano. Hoje não tanto, mas acabou por valer sobretudo pela reta final que foi mais emocionante e favorável aos visitantes.

Quim Machado foi obrigado a mexer na equipa devido à ausência de Domingos Duarte, devido a castigo, e apostou em Edgar Ié no centro da defesa, Nuno Manta Santos também não contou com Tiago Silva - emprestado pelo Belenenses - e chamou Fabinho, fazendo também outras alterações.

Entrou melhor o Belenenses, mais pressionante e a jogar melhor e por isso chegou com naturalidade ao golo. Ainda assim, foi num lance em que Vaná ficou mal na fotografia. Maurídes cruzou de cabeça para o centro da área, o guarda-redes não conseguiu segurar bem a bola e Juanto ganhou-lhe no ressalto, marcando com a mão... mas sem aparente intenção.

A partir daí se o Belenenses já dominava, continuou melhor e, depois de algumas oportunidades, teve uma bola no ferro de Miguel Rosa ao cair da primeira parte. Já o Feirense quase nada fez, nem obrigou Cristiano a grandes esforços. Valeu-lhe a segunda parte totalmente diferente para sair de Lisboa com os três pontos.

Tudo igual para os segundos 45 minutos, nos onzes escolhidos, mas aos 56 minutos Quim Machado tirou Juanto e colocou André Sousa em campo. Uma substituição que se revelou errada, já que o Belenenses perdeu um dos melhores em campo e também a superioridade que tinha no meio-campo, deixando o Feirense ter bola e criar perigo.

Assim, aos 68 minutos e depois de alguma insistência, Edson Farías fez o empate num lance bem trabalhado na direita. O brasileiro recebeu ao segundo poste, estava isolado e não falhou. Empate no marcador e parecia tudo encaminhar-se para a continuidade da tal igualdade pontual quando se chegava perto dos 90 minutos, mas este Feirense não desiste.

Nuno Manta Santos já tinha feito entrar Etebo e Babanco, Quim Machado tinha tirado Maurídes e Persson, dando oportunidade a Tiago Caeiro e Diogo Viana, e quem continuou mais feliz com as substituições foi o Feirense.

Aos 89 minutos, Edgar Ié cortou a bola com a mão, para evitar que chegasse a Karamanos, e o árbitro ajuizou bem, marcando grande penalidade. Chamado a converter, Etebo não falhou no frente a frente com Cristiano e fez o 1-2 final. Mérito do Feirense e de Nuno Manta Santos, que continuam a ser sensação neste campeonato.

Como jogou o Feirense:


Como terminou:

 in: MaisFutebol.iol.pt

Sem comentários:

DESTAQUES

CICLISMO | A equipa do Vito-Feirense – BlackJack