quinta-feira, 13 de abril de 2017

Edson Farias indesejado no Arouca-Feirense

O clube arouquense começou a agitar o dérbi de sábado pedindo punição rápida para o jogador do Feirense, que anteontem foi alvo de processo disciplinar pelo Conselho de Disciplina da FPF.
Dérbi que é dérbi tem emoção. A emoção do dérbi aveirense, entre Arouca e Feirense, já começou, três dias antes de as equipas se defrontarem no relvado. O clube de terras de Santa Mafalda não ficou satisfeito com a punição aplicada a Edson Farias, jogador do Feirense que viu cartão amarelo por uma agressão a Gamboa, do Braga, no jogo de sexta-feira passada, e fez chegar ontem à tarde uma participação à Liga, depois de na véspera o Conselho de Disciplina da FPF ter instaurado um processo disciplinar ao extremo brasileiro. O Arouca pretende que Edson Farias seja impedido de alinhar pelo Feirense na partida de sábado, no Estádio Municipal de Arouca, mas face aos prazos inerentes ao processo, tal afigura-se inviável. Edson Farias só seria impedido de alinhar no dérbi se o juiz Carlos Xistra tivesse referido a agressão no seu relatório do jogo, o que teria conduzido a um processo sumaríssimo.

Departamento jurídico apresentou uma participação à Liga sobre a agressão de Edson Farias a Gamboa, referente ao Feirense-Braga de sexta-feira passada

De acordo com a informação prestada pelo departamento de comunicação do Arouca a O JOGO, o clube "aguardou que a Federação se pronunciasse sobre a agressão", o que aconteceu anteontem, com a instauração do já referido processo disciplinar ao jogador. Apesar disso, o departamento jurídico do clube elaborou um documento que entregou na Liga, acompanhado de um vídeo da agressão. A documentação apresentada será agora encaminhada pela Liga para o Conselho de Disciplina da FPF e remetida à Comissão de Instrutores da Liga, que liderará a fase de inquérito, ouvindo testemunhas e analisando todos os elementos relacionados com o incidente, algo que pode demorar duas semanas até ser de novo devolvido à FPF, de acordo com informação que O JOGO recolheu junto de fonte da Liga. Só então a Federação decide se há ou não razões para punir o atleta em questão, e qual o castigo ajustado.

A agressão decorreu já no final do Feirense-Braga, quando os jogadores se cumprimentavam entre eles. O árbitro Carlos Xistra não viu a agressão e puniu os dois atletas envolvidos com cartão amarelo. Já de ânimos esfriados, Edson Faria pediu desculpa ao companheiro de profissão. As desculpas, contudo, não convencem os dirigentes arouquenses, que insistem na punição do jogador e não o desejam em campo depois de amanhã.

in: O JOGO
 

Sem comentários: