segunda-feira, 5 de junho de 2017

Bodas de Prata dos ‘Meninos de Ouro’ do Feirense

A equipa de juvenis do Feirense 1982/83, campeã distrital de Aveiro e semifinalista da Taça Nacional, reuniu-se 25 anos depois para celebrar as Bodas de Prata, num convívio que começou no Marcolino Castro e terminou num restaurante da Feira.

A época de 1982/83 do Feirense ficou marcada pela excelente campanha da equipa de juvenis que conquistou o Campeonato Distrital de Aveiro — só com vitória — e atingiu as meias-finais da Taça Nacional, sendo eliminada pelo V. Guimarães no prolongamento (3-2). Com a equipa sénior a quedar-se pelo um modesto nono lugar na II Divisão – Zona Norte, as atenções dos feirenses estavam essencialmente centradas nos ‘meninos de ouro’ (juvenis) que “deliciavam todos os adeptos”, conforme relembra António Luís Bernardes, treinador dessa equipa do Feirense, a primeira a atingir um patamar tão alto.

“Tínhamos uma excelente equipa, mas além da qualidade havia uma grande amizade entre atletas e familiares, o que contribui também para o sucesso. Depois, o presidente Luís Silva também deu sempre um grande apoio”, lembra o técnico, prosseguindo: “além de bons jogadores, deram grandes homens. Todos estão bem na vida”.

Alguns dos atletas dos juvenis 1982/83 serviram depois de base para a equipa sénior do Feirense, treinada por Henrique Nunes, tais como, por exemplo, Adolfo Teixeira (actualmente treinador ex-Fiães), Pinto ou Paulo Santos, actual treinador de guarda-redes da equipa principal dos fogaceiros. Outros seguiram outros rumos, como Paulo Araújo e Jaime que passaram pelo Boavista.

Sobre a célebre semifinal, disputada na Póvoa de Varzim, Jacinto Peixoto, dirigente nessa época, lembra que o jogo o marcou “pelo ambiente e porque não mereciam perder”. “Fomos prejudicados e o golo do 3-2 foi apontado numa altura em que tínhamos dois atletas a serem assistidos”, lamenta. António Luís Bernardes recorda a excelente moldura humana que se deslocou da Feira até à Póvoa para apoiar o Feirense — “cerca de 12 autocarros” — e duas curiosidades: “Na altura, o Feirense não tinha campo relvado e nenhuma equipa da região com relvados nos deixou treinar na semana que antecedeu a meia-final. Por exemplo, uma situação engraçada aconteceu quando o Pinto [atleta] lá chegou, atirou-se para o chão e enrolou-se no relvado”.

A Taça Nacional de Juvenis de 1982/83 viria a ser conquistada pelo Benfica, treinado por…Eusébio da Silva Ferreira.


foto: Correio a Feira
in: jornal CORREIO DA FEIRA

Sem comentários: