domingo, 23 de julho de 2017

José Valencia: Filho de peixe sabe nadar?

Com 25 anos, José Valencia chegou nesta temporada a Portugal para representar o Feirense, depois de ter passado pelos campeonatos colombiano, norte-americano (MLS) e argentino. Tal como o pai, é também avançado. Adolfo “El Tren” Valencia acredita que o filho possa vir a jogar num dos grandes do campeonato português, tal como ele esteve perto de o fazer nos anos 90.

“Nessa altura foi o Benfica que me contactou, mas penso que as ofertas não foram suficientes para me contratarem. O meu filho? Acredito muito nele, tem muito valor e é muito inteligente a jogar. Ainda não teve muita sorte, mas na Europa pode evoluir e quem sabe chegar a um clube grande em Portugal”, referiu o ex-jogador ao DN, valorizando a garra do filho.

“Ele começou a jogar muito novo em Santa Fé, com 16 anos já estava na equipa principal, e foi subindo. Tem muita garra, não desiste e trabalha muito. Infelizmente, as coisas na Argentina não acabaram bem para ele, mas voltou a estar em bom nível na Colômbia e desejo-lhe muita sorte em Portugal”, referiu o antigo jogador de Bayern Munique e Atlético de Madrid, entre outros, confessando que nem os 25 anos do filho o poderão impedir de sonhar ainda com uma carreira ao mais alto nível.

“Não, ainda está muito a tempo. Fui para a Europa também com a mesma idade. Espero que ele tenha ainda mais sucesso do que eu”, disse o pai, orgulhoso, admitindo que para José, e outros futebolistas cujos pais foram estrelas mundiais, por vezes não se torna fácil lidar com essa mesma pressão.

“Cada jogador tem uma forma diferente de lidar com a pressão, o José desde cedo que está habituado a isso e já consegue aguentar tudo o que lhe dizem. Mas é normal que, por momentos, sinta essa pressão, pois em todos os jornais, todos os dias, vem qualquer ligação ao meu passado, e tudo o que ele tem e deve fazer para ser igual ao pai. É complicado para esses jogadores, sim”, salientou.

in: DN

Sem comentários: