domingo, 2 de julho de 2017

Luís Henrique é a joia que todos esperavam

Platiny e Karamanos saíram, mas a SAD fechou uma promessa brasileira para o ataque

Os adeptos do Feirense podem começar a respirar de alívio com a chegada hoje a Portugal de um goleador que promete fazer esquecer Platiny e Karamanos. O nome de Luís Henrique Taffner, que vai chegar ao Marcolino de Castro a título definitivo, ainda lhes pode dizer pouco, mas no Brasil o ponta-de-lança é bastante famoso apesar de só ter 19 anos. A história é fácil de contar.

Em 2015, Luís Henrique fez 14 golos em 10 jogos com a camisola do Botafogo na Copa Brasil sub-17 e tornou-se o melhor marcador da história do torneio. O treinador da equipa principal, o conceituado René Simões, chamou-o à equipa principal e eis que o ‘loirinho’ fez dois golos logo na estreia . Com apenas 17 anos. A direção não hesitou, ofereceu-lhe 20 mil euros por mês e colocou-lhe uma cláusula de rescisão de 15 milhões. Poucos dias depois chegou a chamada à seleção sub-17 – quatro golos em cinco jogos – e até um contrato de três anos com a Puma, com Giroud, do Arsenal, a dar-lhe as boas-vindas à marca.

Tudo mudou na vida de Luís Henrique. O antigo jogador do Real Madrid, Sávio, passou a ser o seu agente e as comparações com craques como Ronaldo Fenómeno ou Adriano não demoraram face ao poder de explosão que o jovem revelava no último terço do terreno. Muito dado a superstições, os brasileiros até pelo 17 da sua camisola lhe projetaram um grande futuro, já que também Pelé, Neymar e Pato usaram esse número.

A segunda época no Botafogo foi menos feliz e Luís Henrique mudou-se para o Atlético Paranaense, onde se cruzou com Lucho González. Agora chegou o momento da primeira aventura no futebol europeu.

in: RECORD

Sem comentários: