quinta-feira, 10 de agosto de 2017

Se o Warda tiver a cabeça no lugar renderá muito

Miguel Rodrigues trabalhou com o egípcio no Panetolikos, na primeira metade da época passada, e apontou-lhe uma vasta qualidade, mas que requer cuidados
Amr Warda,o novo reforço do Feirense
O antigo central do Nacional referiu que o Warda atua preferencialmente sobre a ala esquerda e torna-se perigoso quando faz movimentos interiores, pois é forte a assistir, e tem faro pelo golo

Amr Warda foi o décimo reforço assegurado pelo Feirense para a próxima temporada e a julgar pelo que Miguel Rodrigues conhece do internacional egípcio, de 23 anos, com quem trabalhou durante a primeira metade da época passada, nos gregos do Panetolikos, trata-se de um jogador de qualidade, mas que requer um acompanhamento especial.

“É um jogador muito bom tecnicamente, mas, para render, precisa de se sentir bem com os colegas de equipa e de uma rápida adaptação ao novo país/ cidade. Se ele não se sentir bem fora de campo, vai ter dificuldades em impor-se”, sublinhou o antigo central do Nacional, que deu como exemplo o trajeto do médio, com capacidade para jogar nas alas, que despontou no Panetolikos, com um registo de sete golos e outras tantas assistências, em duas épocas, mas depois não conseguiu demonstrar o potencial que tinha, quando seguiu para o PAOK, um clube de maior dimensão, motivo que o levou a ser cedido ao Feirense.

“O Warda tem qualidade, isso é notório, agora se a vai conseguir mostrar já depende dele e de outros fatores, como se viu na Grécia”, salientou o defesa português, de 24 anos, que revelou qual a posição onde o internacional egípcio poderá tirar maior partido.

“Ele jogava pelo lado esquerdo do ataque e o míster pedia-lhe que fizesse diagonais para o meio para criar desequilíbrios porque tem muita qualidade no 1x1 em espaços curtos. Consegue ter boa chegada à área e pode fazer muitas assistências e golos.” Para Miguel Rodrigues, Warda será compatível com Tiago Silva no onze de Nuno Manta, pois não o vê a “roubar” o lugar ao internacional português.

“Conheço bem o Tiago Silva das camadas jovens da Seleção, apesar de ambos serem ofensivos, o Tiago é mais médio de recuperação e passe, não se o vê a ir à linha cruzar, como pode fazer o Warda, que é mais jogador de último terço. Podem jogar juntos.”

“Se ele não se sentir bem fora do campo, vai ter dificuldades”
Miguel Rodrigues
Futebolista

O JOGO
ANDRÉ BASTOS

Sem comentários: