domingo, 13 de maio de 2018

Nuno Manta: «Não ganhámos, mas foi uma grande vitória do Feirense»

foto: MaisFutebol.iol.pt
Nuno Manta, treinador do Feirense, em declarações na conferência de imprensa, depois de a equipa de Santa Maria da Feira celebrar, pelo segundo ano consecutivo, a permanência na Liga, valendo, desta vez, o nulo conseguido diante do Estoril, neste domingo.

«Recolhi ao balneário logo no final do jogo porque tinha dito à minha mulher e à minha filha que, independentemente do que acontecesse no final do jogo, iria ligar para elas e foi o que fiz e depois voltei para dentro de campo para comemorar esta grande vitória do Feirense. Não ganhámos, mas foi como uma grande vitória. Provavelmente foi mais difícil do que no ano passado por causa do contexto do último mês, mas eu e o grupo acreditámos, a administração acreditou em mim e conseguimos, mais uma vez, escrever uma página dourada na história do Feirense, que já grande, com 100 anos. O Feirense está entre os grandes, na I Liga, que é o sítio onde tem de estar.»


«Quero deixar uma palavra de apreço e conforto às equipas que baixaram à II Liga, porque não é um momento fácil para ninguém. Este é um momento de festa para o Feirense mas não podemos esquecer os atletas, os adeptos e dirigentes que estão a passar por esse momento.»

[sobre a partida]
«Não foi um jogo fácil, nem foi um bom jogo do Feirense, foi um jogo de sofrimento, luta e de jogar muito com o coração e não com a cabeça. Conseguimos o objetivo principal, parabéns a todos, aos adeptos que são fantásticos e estamos cá para o ano.»

[sobre os festejos junto dos adeptos]
«Vivo na Feira há 30 anos, muita da gente que me abraçou e deu os parabéns no final do jogo foram meus atletas, meus alunos, outros são meus amigos. Sinto que as pessoas têm um carinho especial por mim, mas sou treinador do Feirense e também ouvi muitas críticas dos adeptos durante o ano. E está aqui dada a resposta a muitos que me criticaram. Muitas vezes as críticas são um incentivo para o trabalho e para nos alertar para os erros que vamos cometendo. Cresci muito este ano e estou a preparar-me para o próximo. Este já faz parte da história.»

[vai continuar no Feirense?]
«Tenho mais um ano de contrato, mas vamos esperar pelos desenvolvimentos. Vamos sentar, definir estratégias e ver qual a melhor solução para o Feirense. A minha vontade? Se fiz um contrato de dois anos... Mas temos de pensar um dia de cada vez.»

in: MaisFutebol.iol.pt

Sem comentários:

DESTAQUES

“Não havia margem para erros, mas a relação no Feirense foi espetacular e com resultados”

foto: jornal Correio da Feira Susana Torres, mental coach (alta performance em desporto) Como é que alguém de Gestão e que trabalho...