terça-feira, 12 de junho de 2018

Jackpot de Etebo rende 7,2 milhões

Venda do nigeriano aos ingleses do Stoke City garante o maior encaixe da história fogaceira

OFICIAL. Já posou com a camisola dos ingleses

OURO: O nigeriano tornou-se numa estrela deste mercado depois de os ingleses do Stoke City pagarem 7,2 milhões de euros ao Feirense. Um jackpot para os nortenhos e o médio chega ao Mundial em alta.

Jackpot em Santa Maria da Feira com a SAD fogaceira a oficializar a venda do internacional nigeriano Peter Etebo, de 22 anos, aos ingleses do Stoke City por 7,2 milhões de euros. Encaixe financeiro recorde para os cofres feirenses um ano depois da transferência do guardião Vaná para o FC Porto, por cerca de um milhão de euros.

Etebo chegou a Portugal em 2015/16 e realizou 52 jogos pelo Feirense, com nove golos marcados, até ser emprestado aos espanhóis do Las Palmas na segunda metade da última época. Uma cedência já na perspetiva de capitalizar o potencial que o avançado demonstrou na Liga NOS e que acabou por ser reforçado pela convocatória para o Mundial da Rússia.

Contrato de cinco anos
Stoke City garantiu Etebo por cinco épocas e congratulou-se pela opção do nigeriano em jogar no Championship quando tinha propostas da Premier League e Bundesliga.

“A transferência de Etebo para o Stoke City passa a ser a maior de sempre da história do Feirense, batendo o recorde da venda de Vaná para o FC Porto”, garantiu o Feirense, em comunicado, ao passo que Gary Rowett, o novo treinador do Stoke City, classificou Etebo como “um médio muito móvel, enérgico e que está numa excelente idade”: “Jogou nas divisões de topo em Portugal e Espanha e, claro, vai jogar o Mundial’2018, o que será uma experiência fantástica para ele.” De referir ainda que o ex-Feirense cumpriu 14 jogos pela seleção principal da Nigéria e faz parte da equipa africana que vai disputar a prova prestes a iniciar-se na Rússia, inserida no Grupo D com Argentina, Islândia e Croácia.

Hugo Seco sai
O extremo Hugo Seco estava em final de contrato e assumiu ontem nas redes sociais que não vai continuar nos fogaceiros. “Há coisas no futebol que não podemos controlar. Foi um prazer e um orgulho defender as cores do histórico Feirense”, escreveu Hugo Seco.

in: jornal RECORD
PEDRO MALACÓ

Sem comentários:

DESTAQUES

“Não havia margem para erros, mas a relação no Feirense foi espetacular e com resultados”

foto: jornal Correio da Feira Susana Torres, mental coach (alta performance em desporto) Como é que alguém de Gestão e que trabalho...